whatsapp-logo-3-1.png
  • Conrado Lima

Alunos de Enfermagem da Faculdade Fibra participam das ações do "JULHO AMARELO"



As hepatites virais têm se tornado um problema de saúde pública devido alto índice de notificação dessa doença, por esse motivo o Ministério da Saúde pactuou com Estados e Municípios um plano para eliminação da doença até 2030. O plano defini que as pessoas acima de 40 anos de idade como prioritárias para tratamento e possibilita avaliar a agregação de novas tecnologias. O objetivo é simplificar o diagnóstico, ampliar a testagem e fortalecer o atendimento as hepatites. A hepatite C tem o maior número de notificações dentre todas as hepatites, em 2017, a taxa de incidência foi de 11,9 casos por cada 100 mil habitantes. Correspondendo há mais de um milhão de pessoas que tiveram contato com o vírus do tipo C, o que representa 0,71% da população brasileira. Além das infeções crônicas da doença, é responsável também, por 2/3 dos cânceres de fígado (BRASIL, 2017). Diante desses dados epidemiológicos o Ministério da Saúde intitulou o dia 28 de julho como o Dia Mundial de Combate às Hepatites Virais, tornando o mês de Julho Amarelo. Por esse motivo, o Programa Municipal de IST/AIDS/Hepatites Virais de Anápolis contou com o apoio dos alunos do Curso de Enfermagem da Faculdade Fibra para a realização durante o mês de julho das seguintes ações: - Evento: “Dia de testagem e aconselhamento no Centro de Convivência do Idoso (CCI)”. - Dia: 03/07/2017. - Horário: 13h às 17h. - Evento: “Dia de testagem e aconselhamento no Terminal Urbano”. - Dia: 09/07/2017. - Horário: 8h às 16h. - Evento: “Dia de testagem e aconselhamento no Hospital do Idoso”. - Dia: 10/07/2017.

- Horário: 8h às 16h. - Evento: “SIPAT da empresa Atacadão”. - Dia: 11/07/2017. - Horário: 15h. - Evento: “Dia de Conscientização contra as Hepatites Virais”. - Dia: 20/07/2017. - Horário: 8h às 12h. - Local: Auditório do SENAC.

Em todos os eventos foram realizados teste rápido para hepatites B e C; sífilis e HIV; aconselhamento dos casos positivos; educação em saúde (para prevenção das IST); distribuição de preservativos masculinos e femininos; gel lubrificante e material impresso educativo; sendo que um dos eventos aconteceu uma palestra com o Coordenador Estadual das Hepatites Virais, Dr. Thiago Guida de Menezes.


86 visualizações